Na disputa por US$ 1 milhão da PFL, Joilton Peregrino investe em nova equipe de MMA: ‘Ideia é ser uma espécie de ATT’

Peregrino recebe medalhões em sua equipe - Foto: Divulgação

Vindo de uma seqüência de 10 vitórias em 11 lutas de MMA, o faixa preta de Luta-Livre Joilton Peregrino, que participou da 3º edição do TUF Brasil no time de Chael Sonnen, decidiu montar sua própria estrutura, no shopping Vogue Square, na Barra da Tijuca, com vistas a se preparar para a temporada de 2021 da PFL.

“A ideia inicialmente era só fazer meu camp, mas, quando postei fotos da estrutura que montei, vários amigos apareceram e gostaram tanto que passamos a ter um treino de alto nível, cheio de profissionais”, conta Peregrino. 

Peregrino recebe medalhões em sua equipe – Foto: Divulgação

O peso leve, que já foi campeão de vários eventos europeus como CFS, KSW, FEN e FNW, tem contado com o apoio de feras como Rousimar “Toquinho”, Gleison Tibau, Erick Silva, Claudio Hannibal, Rafael silva e Netto BJJ e Renan Problema. E a cada dia o quorum só vem aumentando. 

“Minha ideia é transformar este espaço numa espécie de ATT do Rio, com as portas abertas a todos os profissionais que precisarem de treino. Aqui tenho cross fit, fisioterapia, pilates, tudo num mesmo espaço”, conta o lutador, que pretende ainda fazer um evento de lutas por mês no espaço. 

O faixa preta de Alexandre Pequeno aguarda a divulgação das chaves da primeira fase da PFL no dia 23 de Janeiro para saber com quem vai lutar. Em sua categoria estão feras como Anthony Pettis e o atual bicampeão, o brasileiro Nathan Schulte, que hoje treina na ATT. 

“Como o Brasil é muito bem representado e a concorrência é enorme aqui, eu me naturalizei Alemão. Foi assim que consegui lutar em tantos eventos europeus e alavancar minha carreira”, explica o paraibano, que no Sherdog é chamado de Joilton Lutterbach Peregrino. Lá, contabiliza 43 lutas, 34 vitórias (12 finalizações e 12 nocautes) e 8 derrotas. 

Disputada em formato de torneio, a competição anual da PFL é dividida entre temporada regular e playoffs, na qual os atletas competem por uma vaga na grande final, normalmente realizada no final do ano, quando são consagrados os campeões das seis divisões de peso existentes na organização. O vencedor de cada categoria leva ainda o prêmio de um milhão de dólares (cerca de R$ 5,4 milhões na cotação atual).

Depois de anunciar o cancelamento da sua temporada em 2020 por conta da pandemia do novo coronavírus, a PFL confirmou recentemente a retomada dos seus eventos. A franquia divulgou as datas para a realização da temporada regular de 2021, que terá início no dia 23 de abril. Além da data de abertura, a companhia também definiu os dias 29 de abril, 6 de maio, 10, 17 e 25 de junho como outras datas para promover suas edições ao vivo.