Promessa do jiu-jítsu, faixa-preta carioca celebra bom início na elite do esporte

0
207
Pedro Lucas é campeão brasileiro de jiu-jítsu - Divulgação

Com cerca de cinco meses de faixa-preta, Pedro Lucas já vem escrevendo o seu nome na história do Jiu-Jitsu. O início do atleta da equipe Garage Team na elite do esporte foi avassalador, com títulos no Rio Open, depois em Abu Dhabi, e especialmente no Brasileiro da CBJJ, onde ele se consagrou campeão super-pesado em sua estreia no maior torneio do país como preta.

Pedro Lucas é campeão brasileiro de jiu-jítsu – Divulgação

Na sequência, o carioca Pedro Lucas rumou para Belo Horizonte, em Minas Gerais, onde auxiliou o casca-grossa Felipe Preguiça em sua preparação para a luta de grappling contra Haisam Rida, realizada na última semana pelo WNO e que terminou com vitória de Preguiça por finalização.

Animado com o “período mineiro” e o que vem pela frente, o faixa-preta falou sobre o que espera após o seu ingresso na elite da arte suave, onde como diz o ditado, o “buraco fica mais embaixo”. Pedro, independente, foca na sua evolução.

“Agora o compromisso (com o esporte) é mais sério e vale de verdade. O jogo é pra valer, última fase, mas em relação à dedicação é a mesma coisa de sempre. O título brasileiro me fez voltar a acreditar que eu podia viver e brilhar no Jiu-Jitsu. Foi uma prova que, mesmo vindo de uma equipe ‘pequena’, dá pra chegar lá. A gente precisa é querer, então com certeza esse título foi um divisor de águas na minha carreira, que me motivou mais. Com apenas três meses na faixa-preta ser campeão brasileiro, depois de dois anos batendo na trave como marrom, me sinto abençoado”.

Recentemente, Pedro Lucas deixou a Garage Team para passar por um período de treinos em Minas, mais precisamente no time liderado por Preguiça, da Gracie Barra, onde auxiliou o multicampeão com e sem quimono. Sobre a experiência, o carioca foi só agradecimentos.

“Esse tempo com o Preguiça foi bem bacana. É uma das lendas do Jiu-Jitsu, um cara muito técnico, muito dedicado, e não atoa ele é quem é. Aprendi muito com ele e espero utilizar esses aprendizados no meu jogo. (…) Acho que o principal desses treinos é que agregaram muito no meu Jiu-Jitsu sem quimono. Pretendo lutar No-Gi este ano algumas vezes, quero mostrar meu nível, então foram fundamentais (os treinos)”, afirmou o atleta do Rio de Janeiro.

Pedro Lucas ainda confirmou que a sua próxima competição será o Abu Dhabi Grand Slam de Miami, nos Estados Unidos, dias 16 e 17 de setembro, onde vai competir pela categoria até 120kg.

“Estou preparado e agradeço aos meus apoiadores por me permitirem buscar mais esta conquista. A Brazil Combat tem me ajudado em termos de estrutura, material, apoiando os meus sonhos, então fico feliz de fazer parte deste time, que é maravilhoso e eu só tenho à agradecer, agregar ao trabalho”, encerrou o faixa-preta.