Rafael Dos Anjos revela detalhes de lesão que o tirou da luta contra McGregor

https://www.youtube.com/watch?v=v7lDBoEKEsk

Convidado do RESENHA PVT dessa quinta-feira, o meio-médio do UFC Rafael Dos Anjos analisou a luta principal do UFC 245, que neste sábado coloca frente a frente o atual campeão linear da categoria, Kamaru Usman, e o campeão interino, Colby Covington; ambos, ex-oponentes do brasileiro.

“O Usman é melhor lutador, tem o Wrestling melhor, é forte e tem a parte em pé melhor também. O Colby vai mais na brutalidade, anda muito para a frente, toma uns golpes… mas acho o Usman mais inteligente, mais técnico e melhor em todos os sentidos”, detalhou Dos Anjos. “Acredito que o Usman ganhe por decisão.”

O ex-campeão dos leves ainda apontou Tony Ferguson como favorito na luta contra Khabib Nurmagomedov, comparou sua resistência na divisão dos leves com a nos meio-médios e revelou, pela primeira vez, os detalhes da lesão que o tirou da luta contra Conor McGregor no UFC 205.

“Tinha um cara que treinava lá no Rafael (Cordeiro), que eu achava ele estabanado. Ele tinha um estilo parecido com o do Conor, mas era estabanado. Dava uns chutes rodados com o calcanhar, chute para arrancar a cabeça. Eu falava: o cara está sem proteção no calcanhar e dá esses chutes malucos, daqui a pouco pega e me machuca. Não senti uma parada legal e falei com o Rafael que não queria treinar mais com aquele cara. Um dia, faltando duas semanas para a luta, chegou no último round do último treno de sparring, todo mundo casou a dupla e só sobrou o cara. Eu não quis ser rude com o cara, olhei para o Rafael e o Rafael disse para ir pela última vez só para matar o treino. Dei um chute na perna, o moleque bloqueou e já senti o pé esquentar. Naquela hora ali o pé quebrou”, lamentou.