Amanda Nunes evita projetar próximo passo e diz que pertence ao peso-pena: ‘Foi onde tudo começou’

Amanda Nunes fez história ao ser a primeira mulher a nocautear Cris Cyborg, em apenas 51 segundos, e acumular dois cinturões, dos galos e dos penas, de forma simultânea. Logo após o triunfo, no último final de semana, a baiana evitou desafiar adversárias e se disse “em casa” na nova divisão.

“Esse é o meu peso original, foi onde eu comecei tudo. Quando pensei em subir, eu tinha certeza que ia subir bem, tinha certeza que ia ganhar. Já tive lá, sei como é treinar para lutar no peso de cima”, declarou em entrevista ao canal oficial do UFC.

Em relação à compatriota, Amanda fez questão de ressaltar o respeito, apesar de toda a rivalidade antes da luta.

“Para alguém ganhar, outro tem que perder. Hoje eu ganhei. Tudo o que aconteceu no período de promoção da luta já passou. Agora, onde quer que a gente se encontre, vou respeitá-la. Reconheço tudo o que ela fez pela categoria.”