Cyborg destaca mérito de Amanda e tranquiliza os fãs: ‘Não é o fim do mundo, estou com saúde e posso voltar’

Após treze anos de invencibilidade, Cris Cyborg voltou a sentir o gosto amargo da derrota. Mas se engana quem pensa que o nocaute sofrido no último final de semana para Amanda Nunes abalou a curitibana. Em entrevista ao canal oficial do UFC logo após a luta, ela fez questão de tranquilizar os fãs e destacar o mérito da rival.

“Fiz tudo certinho, treinamos tudo, mas era o dia dela. Temos que respeitar”, disse Cyborg. “Hoje é o dia da Amanda, o dia das pessoas reconhecerem o que ela fez pelo esporte, o que ela está fazendo. Eu fiquei triste mesmo  quando saí do octógono e vi meus fãs chorando. Eu não chorei, porque é esporte, um dia você perde. Não estou feliz porque perdi, mas eu volto, eu luto, vou treinar, não é o fim do mundo, estou com saúde, posso voltar a treinar.”