Amanda Nunes fatura tríplice coroa no Oscar do MMA; Wanderlei Silva recebe homenagem

Amanda Nunes levou três troféus para casa – Foto: UFC

A dois dias de defender um de seus cinturões, o dos pesos-galos, contra Holly Holm, no UFC 239, Amanda Nunes aumentou sua coleção de troféus. A brasileira foi a maior vencedora da noite de gala da premiação da revista Fighters Only, considerado o Oscar do MMA mundial, que consagrou os melhors de 2018.

Além do prêmio de lutadora do ano, Amanda Nunes também ganhou na categoria nocaute do ano, pelo que aplicou em Cris Cyborg em dezembro do ano passado, e surpresa do ano, também pela luta contra a compatriota.

Lenda do esporte, Wanderlei Silva foi homenageado durante a cerimônia pelos feitos na carreira. Para receber o troféu, o “Mr. Pride” subiu ao palco com o filho, Thor. O outro prêmio para o Brasil veio do tricampeonato da ring girl Jhenny Andrade.

Confira abaixo todos os vencedores:

Lutador do ano: Daniel Cormier
Lutadora do ano: Amanda Nunes
Revelação do ano: Israel Adesanya
Lutador internacional do ano: Aung La Nsang
Luta do ano: Tony Ferguson x Anthony Pettis (UFC 229)
Nocaute do ano: Amanda Nunes x Cris Cyborg (UFC 232)
Finalização do ano: Zabit Magomedsharipov x Brandon Davis (UFC 228)
Reviravolta do ano: Angela Lee
Surpresa do ano: Amanda Nunes x Cris Cyborg (UFC 232)
Treinador do ano: Mike Brown
Academia do ano: ATT
Árbitro do ano: Herb Dean
Ring girl do ano: Jhenny Andrade
Executivo do ano: Dana White
Melhor evento: UFC
Comentarista do ano: Daniel Cormier
Veículo de imprensa do ano: MMA Fighting
Jornalista do ano: Ariel Helwani