Personalidades da luta aconselham Thiago Marreta a não respeitar Jon Jones: ‘Tem que jogar mais sujo do que ele’

Chocar o mundo! Esta é a missão de Thiago Marreta no próximo sábado, quando enfrenta Jon Jones na luta principal do UFC 239, em Las Vegas. Mas qual o melhor caminho para o brasileiro, considerado um azarão histórico, desbancar aquele que, para muitos, é o melhor lutador de todos os tempos?  O PVT foi atrás de especialistas. Em comum, a maioria acredita que, para ter alguma chance, primeiramente Marreta não deve entrar tímido na luta.

“Não tem que respeitar, tem que ir com tudo para cima, claro, com inteligência, mas tem que acreditar”, avisa Fabrício Werdum.

“Joga na regra, mas vai com maldade também, porque ele vai vir com maldade. Então, joga mais sujo que ele”, pede Johnny Walker.

Líder da Evolução Thai e reconhecidamente um dos grandes estrategistas do MMA, André Dida aponta o “terceiro movimento” como uma possibilidade.

“Fazer o Jon Jones ir para trás, sair da zona de segurança, que é a distância, e conectar uma mão no queixo”, instrui.

Cristiano Marcello, líder da CM System, indica o não respeito da distância imposta pelo longilíneo Jon Jones.

“Movimentação, curta e média distância e acreditar no poder de nocaute.”