Após estreia vitoriosa no Titan FC, Herbert Burns disputa cinturão de grappling em Nova Iorque

Faixa-preta está de compromisso marcado no submision- Foto: Mike Calimbas

Herbert Burns fechou o ano da melhor maneira possível, com uma vitória em sua estreia no Titan FC após ficar um ano sem lutar MMA. Mas, durante esse período em que negociava para voltar aos cages, o faixa-preta de Jiu-Jitsu não ficou parado e investiu bastante nas competições sem kimono. Com bons resultados no grappling, ele acabou recebendo um convite para disputar o cinturão até 77kg do Rise Invitational, que acontece no dia 25 de janeiro em Nova Iorque. Herbert terá pela frente Jason Rau, faixa-preta da equipe de Renzo Gracie, e vem treinando forte com seu irmão Gilbert Durinho, lutador do UFC e campeão mundial de Jiu-Jitsu, e com o ex-lutador do UFC Vagner Rocha, que também vem conquistando grandes resultados em torneios sem kimono.

“Estou muito animado em fazer essa luta de Grappling, principalmente porque estarei disputando o cinturão do evento. Não será na categoria que estou acostumado a lutar, que é de 70kg, o título é da divisão até 77kg, mas estou feliz com a oportunidade. Os treinos estão muito fortes. Ano passado fiz uma boa temporada no grappling, então venho embalado. O cara que eu vou enfrentar é o número oito do ranking da Flograppling e eu sou o número 14. Então, além do cinturão, também estou de olho em pegar essa posição dele no ranking. E esse ano eu quero lutar o ADCC, então essa luta será uma boa oportunidade para mostrar que consigo manter o alto nível no grappling mesmo que o meu foco seja o MMA”, contou Burns.

Por falar em MMA, Herbert já tem data para voltar aos cages. No dia 15 de março, o Titan FC irá realizar uma edição na Flórida, onde o niteroiense vive atualmente. Essa será a sua estreia em solo americano. Antes, o lutador só tinha atuado na Ásia pelo One Championship, e a sua estreia no Titan, no dia 21 de dezembro, aconteceu no Cazaquistão.

“Estou com uma luta de MMA praticamente fechada para o dia 15 de março pelo Titan, que vai acontecer aqui na Flórida. Será a minha primeira luta aqui nos Estados Unidos. Vou lutar em casa. A preparação está excelente para essa luta também, apesar de ainda não ter um adversário definido. Agora estou mais focado no grappling, mas logo em seguida volto a minha atenção 100% para o MMA. Estou começando o ano muito motivado e feliz com essas oportunidades. Tenho certeza que 2019 será um grande ano pra mim”, encerrou Burns.