Após vitória relâmpago, Herbert Burns mira Ryan Hall ou Bryce Mitchell na Ilha da Luta

Peso-pena brasileiro sucumbiu diante do experiente Daniel Pineda e vai precisar voltar algumas casas dentro da divisão - Foto: Arquivo Pessoal
Sem grandes lesões sofridas na luta do último final de semana, peso-pena brasileiro espera retornar ao octógono no máximo em agosto – Foto: Arquivo Pessoal

Com menos de um round completo no UFC, Herbert Burns já acumula duas grandes vitórias pela organização. Depois do nocaute sobre Nate Landwehr aos 2:43 do primeiro round em sua estreia, em janeiro deste ano, sua última vítima foi o experiente Evan Dunham, que sucumbiu a um mata-leão a 1:20 de luta, no último final de semana, em Las Vegas. Os triunfos relâmpagos motivaram o brasileiro a mirar dois concorrentes da divisão para um duelo na nova casa do Ultimate, a Ilha da Luta, localizada em Abu Dhabi.

“Tive um arranhão no pé durante a luta, mas foi superficial, nada demais. Quero lutar o mais rápido possível, no final de julho ou em agosto. Se for na Ilha da Luta, seria excelente. Ryan Hall ou Bryce Mitchell, dois caras que estão nos meu radar. Os Burns gostam de se manter ocupados, e eu não sou diferente, quero voltar o mais rápido possível”, garantiu Herbert.

Em relação à atuação sem riscos diante de Evan Dunham, o brasileiro revelou que, embora acreditasse na vitória daquela forma, precisou alterar sua estratégia por conta de um corte profundo que sofreu no pé ao pisar na junção entre o tablado e a grade.

“Fiquei satisfeito com a performance, mas, vendo com um olhar bem crítico, achei que poderia ter entrado mais ligado, mais agressivo. Só que, como machuquei o pé, tinha urgência para acabar com a luta para evitar que o médico me impedisse de voltar no intervalo. Tive que pressionar, forçar queda de um jeito que não é o meu favorito, mas foi uma boa performance”, explicou. “Eu já imaginava que seria desse jeito, e com golpe no corpo, tanto que quando joguei o golpe no corpo ele sentiu. E acreditei no meu Jiu-Jitsu, que é um dos tops da categoria, senão o melhor.”

O combate contra Dunham foi no peso combinado até 68kg, devido à peleja ter sido marcada a poucos dias antes do evento. Mas Herbert não acredita que este fato irá implicar em sua ascensão dentro da categoria dos penas.

“Acho que deva ser contada como se eu tivesse lutado pelos penas. Eu queria lutar de todo jeito nos penas, mas ele não bateria o peso. Quero estar perto do ranking. Se dependesse de mim, eu já estaria no ranking. Mas acho que essa luta me alavancou. Agora é esperar um teste ainda mais duro na próxima”, projetou.