Ariane Sorriso revela otimismo após papo com Minotauro e afirma: ‘Já provei meu valor’

Sorriso vem de vitória no Future MMA - Foto: Julio Bonfim

Muitos que acompanham o MMA nacional com afinco consideram a peso-palha Ariane Sorriso a melhor lutadora peso por peso em atividade no país. No último final de semana, a paulista de Presidente Prudente fez uma das melhores lutas do ano na 5ª edição do Future FC, nocauteou a duríssima Ketlen Esquentadinha com um chute na linha de cintura e arrancou aplausos, inclusive, do embaixador do UFC Rodrigo Minotauro, que assistiu tudo na beira do decágono.

“Fiquei muito feliz com a presença dessa lenda, que é o Minotauro. E quando fiquei sabendo que ele estava lá para assistir a minha luta, me deu uma motivação maior. Conversei com ele no final do evento, e acredito muito que logo a oportunidade de lutar o UFC vai aparecer, esse é meu sonho e esse é meu objetivo! E acredito que chegou meu momento, né (risos)”, acredita a lutadora.

Em relação à guerra contra Ketlen Esquentadinha, que surpreendeu a todos que não a conheciam ao sobreviver a uma blitz insana imposta no início da luta, Ariane Sorriso disse que ocorreu conforme o script preparado por sua comissão técnica.

“Não me surpreendi (com a atuação de Esquentadinha). Eu estava treinando para uma luta como essa. Sabia que era uma adversaria dura, com oito vitórias, então eu fiz todo meu camp preparada para tudo. Mas estava pronta para isso, queria nocautear, meu jogo é esse e nunca vou fugir da minha origem. Fiquei muito satisfeita com minha luta, em todos os aspectos”, comentou.

Sorriso chegou ao nocaute no terceiro round- Foto: Julio Bonfim

Agora a atleta da Inside possui um expressivo cartel de 12 vitórias em 13 lutas, sendo oito por nocaute. Invicta desde a estreia, em 2014, quando foi finalizada pela lutadora do UFC Amanda Ribas, Sorriso, que conquistou o troféu de melhor lutadora de 2018 no Prêmio Osvaldo Paquetá, acredita que não tem mais o que provar no cenário nacional.

“Já estamos em negociação com um evento internacional. Meu empresário sabe que meu objetivo é o UFC, e é até estranho nunca ter pintado nada através dele pensando no cenário internacional. Respeito muito todo mundo do MMA nacional, mas acredito que já provei o meu valor e conquistei o meu espaço, acho que está na hora de novos ares. Trabalhei muito por isso, quero o UFC, já falei anteriormente que mereço minha chance, então vou pensar com calma sobre as propostas futuras… mas posso garantir que vêm novidades por ai…”