Badr Hari e Rico Verhoeven prontos para revanche histórica no GLORY Collision 2 deste sábado

Ícones do kickboxing se enfrentam neste sábado, 21 - Foto: Divulgação Glory
Ícones do kickboxing se enfrentam neste sábado, 21 – Foto: Divulgação Glory

Evento de kickboxing mais aguardado do ano, o Collision 2 acontecerá neste sábado (21/12), no estádio Gelredome, em Arnhem (Holanda), com card estelar e mais de 27 mil ingressos já vendidos. Na atração principal, a revanche entre o campeão dos pesados Rico Verhoeven e o ídolo marroquino Badr Hari decretará o novo capítulo para a rivalidade iniciada há três anos, quando os kickboxers se enfrentaram pela primeira vez. Na ocasião, Hari quebrou o braço no final do primeiro round e a vitória por nocaute técnico ficou com o holandês.

“Já lutei com os caras mais duros deste esporte e venci boa parte por nocaute. Esse aí (Rico) realmente não me impressiona. Com 15 lutas vencidas por pontos? Vamos lá, cara. Isso não é cartel de respeito para um peso-pesado em nenhum esporte de combate”, afirmou Hari.

“Nosso primeiro confronto acabou de forma precoce, não deu para fazer quase nada. Vencerei sábado sa pior maneira para ele, sem dar margem para qualquer dúvida”, completou.

Invicto há 17 combates no GLORY, Verhoeven espera manter a regularidade. “Na primeira vez eu o senti inseguro no ringue desde o começo. Aquela lesão no braço me pareceu forjada, porque já o vimos fazer esse tipo de coisa antes quando ele está enrascado ou  pressionado. Aí ele desiste ou é desclassificado. Mas desta vez não vai dar nem tempo. Vou nocauteá-lo antes de que ele possa cogitar algo do tipo”.

A programação do Collision 2 também trará o GLORY 74, dois blocos com as lutas que seguem a série numerada linear da organização, encabeçada pela participação do campeão dos médios Alex Poatan Pereira, que tentará a quinta defesa do cinturão dos médios (até 85kg), desta vez contra o turco Erturgrul Bayrak.

“Será meu terceiro compromisso de 2019 e certamente vai coroar o ano mais importante da minha carreira até agora. Ele (Bayrak) é o primeiro do ranking, um cara habilidoso e com estilo ‘certinho’. Preparei algumas técnicas novas, mas vou sempre em busca do nocaute. É a minha natureza”, disse Pereira, que também ostenta o cinturão interino meio-pesado (até 95kg).

Mais dois brasileiros também estarão em ação. Estreante da vez, o paulista Cesar Almeida entra com tudo na divisão dos médios para encarar o segundo colocado do ranking Donovan Wisse (Suriname).

Com experiência de sobra em grandes circuitos mundiais da modalidade, Almeida está confiante em iniciar a jornada com grande atuação.

“Encaro essa luta como a melhor oportunidade para entrar no ranking com muita força. Já que sou o ‘cara novo no pedaço’, o segredo para esse desafio é tentar ser diferente tecnicamente. Vou machucá-lo o tempo todo e de muitos ângulos que ele sequer imaginou”, ressaltou o lutador.

Após dois anos afastado do GLORY, o paranaense Ariel Machado retorna à organização para enfrentar o holandês Michael Duut, em desafio meio-pesado. “É bom estar de volta e vai ser melhor ainda nocautear esse cara dentro da casa dele. Será uma luta dura, com dois caras de estilos parecidos e muita agressividade nas combinações. ”, disse.

Card Completo

Collision 2

Rico Verhoeven x Badr Hari
Luis Tavares x Stephane Susperregui
Mohamed Jaraya x Massaro Glunder
Zakkaria Zouggary x Asa Ten Pow

GLORY 74

Alex Pereira x Ertugrul Bayrak
Serhii Adamchuk x Alexei Ulianov
Michael Duut x Ariel Machado
Itay Gershon x Li Sanjin

Super Fight Series

Jafarr Wilnis x Antonio Plazibat
Donovan Wisse x Cesar Almeida
Cihad Kepenek x Nordine Mahieddine
Kevin Van Heeckeren x Ulric Bokeme
Yi Xu x Rebekah Irwin