Bethe Correia desabafa após voltar a vencer: ‘Me senti cobrada para ter o braço levantado de novo’

Bethe Correia impediu que a noite dos brasileiros no UFC do último sábado, no México, fosse somente de derrota. A peso-galo, que não vencia desde 2016, levou a melhor sobre Sijara Eubanks por decisão unânime após três rounds difíceis, anotando a única vitória verde e amarela da edição.

“Estou muito emocionada. Colocaram muita pressão em cima de mim, muita cobrança. Por mais forte que eu seja, a pessoa se sente, sim, um pouco cobrada para ter o braço levantado de novo”, vibrou a ex-desafiante.

Escalado para ser a luta principal do retorno do UFC no México, o combate entre Yair Rodriguez e Jeremy Stephens praticamente não aconteceu. Isso porque, aos 15 segundos, o mexicano colocou o dedo no olho do adversário, que não conseguiu se recuperar a tempo de voltar para o duelo, que foi encerrado sem resultado.

As estreantes Ariane Sorriso e Vanessa Melo não conseguiram repetir as atuações das últimas lutas e acabaram derrotadas pelas adversarias. Com um corte na testa provocada por uma cotovelada, Sorriso foi impedida pela médica de voltar para o combate contra Angela Hill; já Melo, não conseguiu superar Irene Aldana, sendo derrotada por decisão unânime.

Na abertura do card, Marcos Mariano amargou a segunda derrota em duas lutas no UFC. Ele foi superado por Claudio Puelles por decisão unânime. Já Vinicius Mamute sofreu o terceiro revés em três lutas na organização. O meio-pesado acabou batendo em um mata-leão de Paul Craig após sofrer joelhadas que o deixaram vulnerável.

UFC México

21 de setembro de 2019

Yair Rodríguez x Jeremy Stephens terminou sem resultado (dedo no olho) no R1
Carla Esparza venceu Alexa Grasso por decisão majoritária
Brandon Moreno x Askar Askarov foi declarada empate dividido
Irene Aldana venceu Vanessa Melo por decisão unânime
Steven Peterson venceu Martín Bravo por nocaute no R2
José Quiñonez venceu Carlos Huachin por decisão unânime
Kyle Nelson venceu Marco Polo Reyes por nocaute técnico no R1
Angela Hill venceu Ariane Sorriso por nocaute técnico (interrupção médica) no R3
Sergio Pettis venceu Tyson Nam por decisão unânime
Paul Craig finalizou Vinícius Mamute com um mata-leão no R1
Bethe Correia venceu Sijara Eubanks por decisão unânime
Claudio Puelles venceu Marcos Dhalsim por decisão unânime