Deiveson Figueiredo revela mágoa de Benavidez e projeta nocaute no segundo round: ‘Ele despertou algo que não devia’

Brasileiro terá segunda chance pelo cinturão - Foto: Leonardo Fabri

Deiveson Figueiredo pode encerrar a seca brasileira de cinturões masculinos dentro do UFC. O peso-mosca paraense disputa o título de sua divisão no dia 28 deste mês, contra Joseph Benavidez. Convidado do RESENHA PVT dessa quinta-feira, ele revelou como acha que o duelo deve terminar.

“Imagino esse cara tentando me colocar para baixo a todo custo e eu defendendo as quedas dele. E isso vai balançar o psicológico dele, frustrar o jogo dele, e me vejo nocauteando no segundo round. Ele tentando entrar nas minhas pernas ou tentando trocar comigo, na hora que a minha mão entrar nele, eu me vejo nocauteando”, acredita.

Embora não seja adepto do chamado “trash talk”, Deiveson Figueiredo não poupou palavras ao revelar uma mágoa que tem com Joseph Benavidez, e prometeu acertar as contas dentro do octógono.

“Esse cara me desrespeitou. No momento em que que não pude lutar com ele, que não aceitei lutar com ele, por conta da minha lesão, esse cara veio falando que eu estava com medo dele, que eu corri, que estava um clima meio estranho. Isso me deixou chateado com ele. É um cara que eu admirava muito. Muito antes de eu entrar no UFC, eu cansei se ver esse cara lutando. Mas agora ele despertou algo dentro de mim que não era para ter despertado. Já que ele falou que eu fiquei com medo dele, agora a luta vai ser pelo cinturão, a gente vai conversar dia 29 dentro do octógono, e aí vou mostrar para ele quem é o Deiveson, que ele disse que ficou com medo dele”, prometeu.

Assista à RESENHA na íntegra no vídeo abaixo: