Focado no King of Mats, Hiago George revela lições dos irmãos Miyao

Hiago George pronto para voos maiores na carreira - Foto: Divulgação
Hiago George pronto para voos maiores na carreira – Foto: Divulgação

Jovem faixa-preta da Cícero Costha, Hiago George tem 25 anos e vive uma fase muito boa no Jiu-Jitsu competitivo. Em temporada de seminários pelos Estados Unidos, Hiago mantém os treinos em alto nível para brilhar no King of Mats, agendado para o dia 10 de março, em Londres, na Inglaterra. A competição reúne 10 pesos leves como, por exemplo, Paulo Miyao (Unity), Celsinho Venicius (X-coach gym), Isaac Doederlin (Alliance), e outros craques.  Campeão do World Pro e colecionador de medalhas nas etapas do Grand Slam ao redor do mundo, o brasileiro é um dos favoritos ao topo do pódio.

“Minha preparação esta sendo muito boa com meus irmãos de treino. Cada treino sinto muita evolução. Dedico meu tempo aos treinos, estudo de Jiu-Jitsu e preparação física. Me sinto muito bem e mal posso esperar para lutar”, conta.

O baiano também aproveita para dizer como fez para evoluir seu Jiu-Jitsu quando deu seus primeiros passos na Cícero Costa, em São Paulo.

“Até a faixa-roxa, gastava mais de fazer guarda. Mas depois que fui para Cícero Costha, nunca apanhei tanto em minha vida (risos). A maioria passava e pegava várias vezes. Cheguei até pensar: ‘Que merda de Jiu-Jitsu que tenho, não sei é nada de Jiu-Jitsu’. Mas aí fui crescendo e com o passar do tempo mudei muito meu Jiu-Jitsu. Hoje eu faço tudo: guarda e passagem”, explica.

Hiago tem uma boa relação com os irmãos Paulo e João Miyao e conta que aprender com eles diariamente, quando viviam em São Paulo, foi uma experiencia valiosa.

“Quando cheguei na Cícero Costha de faixa-roxa, os Miyao já eram faixa-preta campeões mundiais, sempre tiveram muito Jiu-Jitsu e muita humidade. Foi a melhor escolha que fiz em minha vida. Ter saído da Bahia e morar na academia do mestre Cícero junto com pessoas que tinha os mesmo sonhos e objetivos, assim todos cresciam juntos. A maior lição que aprendi com eles foi ser mais disciplinado, treinar muito, comer muito bem, e respeitar os outros. Uma palavra que não esqueço é perseverar. A tua hora vai chegar com trabalho. Não há segredo, é trabalho duro todos os dias e fazer com amor e muita fé em Deus. Era um sonho para mim fechar categoria de eventos grandes com eles e com Thiago Barros, que é outro cara que sou muito fã. E hoje, graças a Deus, e trabalho duro consegui realizar esse grande sonho. Nós vamos realizar muito mais. Dentro do nosso time PSLPB Cícero Costa existe uma grande família”, encerra Hiago.