GLORY China: Bruno Gazani vence a segunda consecutiva; Grigorian mantém cinturão dos leves

Gazani vive grande fase - Foto: Glory / Divulgação
Gazani vive grande fase – Foto: Glory / Divulgação

A via rápida mais uma vez reinou entre os destaques, e o GLORY 73 presenteou os fãs com emoções de sobra no penúltimo evento da temporada 2019, realizado neste final de semana em Shenzen, na China.

Primeiro brasileiro a subir ao ringue, o paulista Bruno Gazani enfrentou o prospecto russo Vlad Tuinov na divisão dos leves (até 70kg). O combate começou com vantagem do atleta da Rússia, usando cruzados de esquerda e chutes giratórios para tentar minar a resistência de Gazani, que passou a responder as investidas do adversário com agressividade na metade final do round e equiparou ações.

Na segunda parcial, o brasileiro se impôs com propriedade. Ele encurtou a distância e faturou o primeiro knockdown com uma forte joelhada de encontro, no plexo. Tuinov ainda voltou para o assalto seguinte, mas logo foi pego com o mesmo golpe e o nocaute técnico foi decretado para Gazani, que agora soma duas vitórias consecutivas na organização.

“Fechei 2019 da melhor forma possível. Vamos chegar cada vez mais forte nessa categoria em 2020, pra bater de frente com os melhores. O cinturão dos leves virá para o Brasil de qualquer jeito”, disse o brasileiro.

Na categoria pesado (acima de 95kg), o carioca Bruno ‘Muhammad’Chaves foi do céu ao inferno em segundos. Ele encarou o estreante bielorrusso Andrey Herasimchuk – que chegou ao GLORY credenciado por uma vitória por nocaute sobre Rico Verhoeven, em 2015 -, e rapidamente conseguiu um knockdown, após acertar um uppercut seguido de gancho no baço. Na volta, Chaves mandou forte joelhada nos genitais do oponente, que desabou. O juiz esperou quase dez minutos pela recuperação, mas Herasimchuk não quis mais continuar, e o combate acabou em ‘No Contest’ (sem resultado).

Cirúrgico

No main event, o campeão dos leves Marat Grigorian (Armênia) enfrentou o albanês radicado nos EUA Elvis Gashi, e mais uma vez mostrou sólido padrão técnico. A luta começou equilibrada, com o desafiante acertando bons diretos e cruzados.

Frio e calculista, Grigorian soltou o jogo pra valer a partir do terceiro round, com chutes baixos brutais combinados com golpes de boxe. Gashi sentiu o forte ritmo imposto pelo campeão, foi sistematicamente encurralado no ringue e acabou nocauteado no quinto assalto, após um combo direto/cruzado brutal. Com o triunfo, o armênio garantiu a segunda defesa de título.

Próximo evento: Collision 2/GLORY 74, dia 21/12, em Arnhem, Holanda.

No Brasil, o GLORY sempre é transmitido AO VIVO no YouTube (Preliminares e Super Fight Series), e com exclusividade no DAZN (Numbered Series).

GLORY 73 – Resultados Oficiais

Marat Grigorian venceu Elvis Gashi por KO

River Daz venceu Goafeng Meng por decisão dividida

Josh Jauncey venceu Stoyan Koprivlenski por decisão dividida

Goafeng Meng venceu Masaya Kubo por decisão unânime

River Daz venceu Binqian Hu por decisão unânime

Chao Sun venceu Farkhat Gassanov por TKO

Jin Hyuk Kim venceu Dongqiang Lu por TKO

Andrei Herasimchuk vs. Bruno Chaves acabou sem resultado (golpe baixo acidental)

Bruno Gazani venceu Vlad Tuinov por TKO

Chuanlin Zhao venceu Thong Fairtex por TKO

Jianhong Yu venceu Yunlong Dou por decisão unânime

Selina Flores venceu Meng Zhang por decisão dividida