Hill e Moreno faturam cinturões e frustram torcida no UFC Rio; Glover se aposenta

0
205

O Brasil começou o UFC Rio deste sábado, dia 21 de janeiro, com a expectativa de sair com dois cinturões, mas não teve sucesso. Glover Teixeira e Deiveson Figueiredo perderam a chance, respectivamente, para Jamahal Hill e Brandon Moreno. No card preliminar, Mauricio Shogun se aposentou com derrota, mas ovacionado pela torcida.

Glover mostrou raça, mas acabou derrotado por Hill e anunciou aposentadoria (Foto: UFC)

No primeiro round, Glover Teixeira e Jamahal Hill foram cautelosos, mas foram do americano os golpes mais duros, dados enquanto Glover tentava a queda para impor seu jiu-jitsu. No segundo round, Glover conseguiu derrubar, tentou a finalização, mas Hill levantou, porém com corte no rosto. No terceiro assalto, Jamahal ficou muito perto de nocautear, mas Teixeira resistiu. No round 4, novo castigo do americano, e Glover novamente mostrando resistência e garra. No round final, o brasileiro conseguiu levar para o chão, mas quando perdeu a posição, Hill não cedeu mais, ficou por cima e venceu por decisão unânime, levando o cinturão interino dos meio-pesados. No discurso ainda no cage, Glover colocou as luvas no chão e anunciou aposentadoria.

Brandon Moreno venceu por interrupção médica e torcida ficou revoltada (Foto: UFC)

Valendo a unificação do cinturão dos moscas, Deiveson Figueiredo e Brandon Moreno fizeram luta estudada nos dois primeiros rounds, mas o brasileiro quase finaliza com guilhotina. No terceiro round, após um soco de Moreno, o olho direito do brasileiro fechou, No intervalo, o médico interrompeu a luta, e o mexicano se tornou campeão unificando os cinturões. Protesto intenso da torcida, que avaliou que o árbitro deveria ter parado o combate por dedo no olho. O público então vaiou e bateu os pés no chão, sendo quase impossível ouvir as declarações de Brandon.

Gilbert Durinho deu uma aula de chão para Neil Magny. Quando conseguiu colocar para baixo – e não demorou muito – trabalhou buscando espaço até encontrar um katagatame ainda no primeiro round.

Ex-campeã, Jessica Bate-Estaca mostrou excelente performance na trocação nos três rounds, machucando bastante Lauren Murphy, e vencendo por decisão unânime. Abrindo o card principal, Johnny Walker e Paul Craig começaram se estudando, evitando partirem para trocação. Quando Craig atacou as pernas do brasileiro, este conectou alguns fortes golpes, mesmo se apoiando em uma perna só. O escocês caiu e Johnny acertou mais alguns socos até a interrupção do árbitro.

UFC 283
Sábado, 21 de janeiro de 2023
Jeunesse Arena, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro

CARD PRINCIPAL:
Cinturão interino dos meio-pesados: Jamahal Hill venceu Glover Teixeira por decisão unânime
Unificação dos cinturões dos moscas: Brandon Moreno venceu Deiveson Figueiredo por interrupção médica entre o 3º e 4º round  
Meio-médios: Gilbert Durinho finalizou Neil Magny com katagatame aos 4:15min do 1º round
Moscas: Jéssica Bate-Estaca venceu Lauren Murphy por decisão unânime
Meio-pesados: Johnny Walker venceu Paul Craig por nocaute técnico aos 2:16min do 1º round

CARD PRELIMINAR:
Meio-pesados: Ihor Potieria venceu Mauricio Shogun por nocaute técnico aos 4:05min do 1º round 
Médios: Bruno Hulk venceu Gregory Robocop por nocaute aos 4:13min do 1º round
Leves: Thiago Moisés finaliza Melquizael Costa com mata-leão ao 4:05min do 2º round
Pesados: Jailton Malhadinho venceu Shamil Abdurakhimov por nocaute técnico aos 2:56min do 2º round
Meio-médios: Gabriel Marretinha finalizou Mounir Lazzez com guilhotina aos 49 segundos
Galos: Cody Stamann venceu Luan Lacerda por decisão unânime
Leves: Ismael Marreta venceu Terrance McKinney por nocaute (joelhada) aos 2:17min do 2º round
Meio-médios: Nicolas Dalby venceu Warlley Alves por decisão dividida
Penas: Josiane Nunes venceu Zarah Fairn por decisão unânime
Galos: Daniel Marcos venceu Saimon Oliveira por nocaute técnico aos 2:18min do 2º round