Luiz Dórea cita força de Francis Ngannou, mas destaca: ‘Velocidade e movimentação de Cigano faz a diferença’

Em busca da 4ª vitória consecutiva e uma nova chance para disputar o cinturão dos pesos pesados, Junior Cigano encara Francis Ngannou no UFC 239, agendado para o dia 6 de julho em Las Vegas. Em entrevista ao PVT, Luiz Dorea analisou o duelo e apontou o diferencial do brasileiro.

“Dois pesos pesados que têm muita força nos braços, mas, repito: a habilidade de Cigano, a velocidade mais a movimentação faz a diferença”, disse o mentor do ex-campeão.

A esperança de Cigano é que mais uma vitória e uma boa apresentação renda a chance direta de disputar o título contra o atual campeão, Daniel Cormier. Entretanto, para Dórea, os planos do americano podem adiar o confronto.

“(Cormier) é um grande atleta, mas quer fazer luta do dinheiro com o Brock Lesnar, o que, para mim, não tem nada a ver. Acho que o ranking tem que ser respeitado e o cara que não faz parte do ranking (Lesnar) não poderia lutar com o campeão do mundo. Mas fazer o que?”