Patrício Pitbull avalia vitória sobre Pedro Carvalho e revela motivação para nova luta contra Sanchez: ‘Liquidar a fatura desta vez’

Patrício nocauteou Pedro Carvalho no primeiro round - Foto: Bellator
Patrício nocauteou Pedro Carvalho no primeiro round – Foto: Bellator

Considerado por muitos o melhor peso-pena da atualidade, Patrício Pitbull fez valer seu favoritismo diante de Pedro Carvalho na última semana. Com mais uma atuação impecável, o brasileiro mandou o português para a lona na primeira metade do primeiro round, mantendo o título da categoria no Bellator e avançando para a semifinal do Grand Prix Peso Pena, que premiará o vencedor com 1 milhão de dólares.

“Eu tinha dito a ele, quando nos encaramos na pesagem em março, que venceria ele em 2 minutos. Durou 2 minutos e 10 segundos, então acho que deixei a desejar (risos). Eu e meu time vimos as brechas no jogo dele e eu sei que se minha mão entrar em cheio, dificilmente um cara nessa categoria vai ficar em pé. Mas não se enganem pelo tempo de luta. Pedro é um lutador duro. Fui preparado pra uma guerra”, destacou Patrício, que também é campeão dos leves.

Na próxima fase do torneio Patrício Pitbull vai reencontrar Emmanuel Sanchez. No primeiro encontro entre os dois, que completou dois anos no último domingo, o brasileiro levou a melhor por decisão unânime, defendendo o cinturão dos penas. Desta vez, o potiguar acredita que não vá precisar dos 25 minutos para vencer.

“Eu tive muitos problemas de saúde que refletiram naquela luta. Me senti totalmente sem energia já no primeiro round. Acho que se eu tivesse 100%, ele não teria durado os 25 minutos. Bati tanto nele que tive um desgaste no tecido ósseo da mão. Ele é habilidoso, aguerrido e aguenta muita porrada, mais um fator que me motiva a ir lá e liquidar a fatura desta vez”, frisou.

No outro lado da chave, AJ McKee e Darrion Caldwell fazem a outra semifinal. Patrício analisou o confronto e deu seu pitaco sobre quem acredita que irá fazer a grande final do torneio caso passe por Sanchez.

“Acho que Caldwell vai ser capaz de controlar AJ com o wrestling. Até hoje o AJ sempre ficou confortável pra ditar o ritmo das lutas dele, mas o Caldwell não vai dar esse espaço. Vai testar o gás dele e oferecer perigo de finalizações. Mas não vou me surpreender se o AJ nocautear ou finalizar o Caldwell. Ambos estão bem neste torneio.”