Patrício Pitbull defende cinturão e avança no GP dos penas; Lyoto perde revanche contra Mousasi

O Bellator desse final de semana, realizado na Califórnia, EUA, foi recheado de emoções. Na luta principal, Lyoto Machida sofreu sua primeira derrota desde que chegou à organização e viu o sonho de ser campeão em duas categorias ficar mais distante.

O algoz foi Gegard Mousasi, que havia perdido para o brasileiro no ano de 2014, quando ambos competiam pelo UFC. Desta vez, o armênio se saiu melhor, mas por detalhes. Após três rounds bastante disputados, dois dos três jurados deram a vitória para Mousasi, enquanto um deu para o brasileiro.

Se a noite não foi das melhores para Lyoto Machida, o mesmo não se pode dizer da noite do campeão peso-pena e leve Patrício Pitbull, que defendeu o cinturão de sua categoria de origem (peso-pena) em um monólogo diante de Juan Archuleta., por decisão unânime.

Além do cinturão em disputa, a luta foi válida pela rodada de abertura do torneio dos pesos-penas. Com a vitória, Patrício avançou às quartas de final e conquistou o direito de escolher o próximo adversário e edição que pretende retornar ao cage. Ele escolheu enfrentar o português Pedro Carvalho no evento de março de 2020.

Outros dois brasileiros atuaram nessa edição e ambos tiveram o braço levantado. Ex-desafiante, o peso-galo Leandro Higo finalizou Shawn Buch com uma guilhotina no segundo round; enquanto Weber Almeida conquistou a terceira vitórias em três lutas como profissional ao nocautear Castle Williams.