Pedro Nobre busca cinturão em evento de MMA na Áustria: ‘Vou dominar a categoria na Europa’

Ex-UFC, experiente lutador encara neste sábado (15) o ucraniano Taras Gryckiv pelo título do Vendetta - Foto: UFC
Ex-UFC, experiente lutador encara neste sábado (15) o ucraniano Taras Gryckiv pelo título do Vendetta – Foto: UFC

Aos 33 anos, Pedro Nobre pode ser considerado um veterano no MMA. O atleta da Brazilian Top Team (BTT), que já foi considerado o melhor posa-mosca em atividade no Brasil, tem passagens por eventos como o UFC, Titan FC, onde chegou a disputar o cinturão da categoria, e o russo Fight Nights Global. Neste sábado (15), Pedrinho irá adicionar mais um evento internacional ao seu currículo. O faixa-preta fará a sua estreia no Vendetta MMA, evento organizado pela International Sport Karate Association (ISKA), que será realizado em Viena, na Áustria. O carioca irá disputar o cinturão peso mosca contra o ucraniano Taras Gryckiv.

“Minha expectativa é fazer uma excelente luta. Vou colocar toda a minha agressividade dentro do ringue e pegar esse cinturão da ISKA. Treinei muito duro com o Ivan Rodrigues e o Fernando Paulon. Tive ajuda dos meus alunos também. Estamos todos focados em conquistar esse cinturão. Treinei muito Muay Thai, Jiu-Jitsu, defesa de quedas, além da preparação física, que na minha opinião foi a melhor parte do camp. O Ivan Rodrigues me puxou bastante e, caso precise, terei combustível de sobras para ir até o quinto round”, disse Pedrinho, que atualmente está morando na Áustria.

Pedro Nobre já passou por diversos altos e baixos na carreira. Com 27 lutas de MMA em seu cartel, sendo 19 vitórias, cinco derrotas, um empate e um No Contest (sem resultado), ele acredita que as mudanças ao longo da carreira influenciaram em alguns resultados, mas acredita que tudo fez parte de um aprendizado e que hoje está mais experiente para buscar este título.

“Já lutei bastante, e vejo essa luta como um retorno ao topo. Vou usar esse título para dominar a categoria na Europa. No passado, eu não soube controlar algumas coisas, mas com o tempo fui buscando entender o que aconteceu para não cometer os mesmos erros outra vez. Hoje me vejo um lutador mais experiente, mais maduro e com uma técnica apurada. Tenho tudo para voltar ao topo outra vez”, concluiu Pedrinho.