Vídeo: A vitória histórica de Amanda Nunes e a aula de Jiu-Jitsu de Herbert Burns no UFC 250

Amanda Nunes anotou mais um feito histórico. Com a vitória por decisão unânime sobre Felicia Spencer pelos pesos-penas no último sábado, em Las Vegas, a brasileira se tornou o primeiro atleta do UFC a defender cinturões em duas categorias diferentes.

Dentro do octógono o que se viu foi um passeio da campeã, que dominou completamente os cinco rounds. Vale destacar a resistência da desafiante. Com o triunfo, Amanda chega a 11 vitórias consecutivas, a segunda na divisão dos penas. Sua última derrota foi em 2014.

A outra vitória brasileira no card veio logo na abertura do evento, com Herbert Burns. Para chegar ao segundo triunfo consecutivo na organização, o irmão caçula do meio-médio Gilbert Durinho deu uma aula de Jiu-Jitsu e finalizou o experiente Evan Dunham com um mata-leão no primeiro round. 

Apesar das duas vitórias, o Brasil teve duas baixas no UFC 250. Pelos pesos-moscas, Jussier Formiga sucumbiu aos chutes nas pernas de Alex Perez e caiu para não mais levantar no primeiro round. Pelos galos, Raphael Assunção foi desligado por um cruzado preciso do ex-campeão Cody Garbrandt no segundo round. 

UFC 250

Las Vegas, EUA

Sábado, 6 de junho de 2020

Amanda Nunes venceu Felicia Spencer por decisão unânime

Cody Garbrandt venceu Raphael Assunção por nocaute no R2

Aljamain Sterling finalizou Cory Sandhagen com um mata-leão no R1

Neil Magny venceu Anthony Rocco Martin por decisão unânime

Sean O’Malley venceu Eddie Wineland por nocaute no R1

Alex Caceres venceu Chase Hooper por decisão unânime

Ian Heinisch venceu Gerald Meerschaert por nocaute técnico no R1

Cody Stamann venceu Brian Kelleher por decisão unânime

Maki Pitolo venceu Charles Byrd por nocaute técnico no R2

Alex Perez venceu Jussier Formiga por nocaute no R1

Devin Clark venceu Alonzo Menifield por decisão unânime

Herbert Burns finalizou Evan Dunham com um mata-leão no R1