Wellington Neném conquista vitória no Shooto Brasil 99 e pede uma chance pelo cinturão

Atleta da Rio Fighters venceu Eddy Silva na decisão dos juízes na última sexta-feira (20) - Foto: Marcell Fagundes
Atleta da Rio Fighters venceu Eddy Silva na decisão dos juízes na última sexta-feira (20) – Foto: Marcell Fagundes

Após ficar três anos afastado do MMA, Wellington “Neném” Lopes voltou com tudo aos cages e, em menos de dois meses, venceu duas lutas pelo Shooto Brasil. A última vitória aconteceu na sexta-feira (20) na edição 99 do Shooto, que mais uma vez foi realizado no Rio de Janeiro. Após vencer Pedro Souza em outubro pelo Shooto 97 com uma grande perfomance, ele repetiu o nível de atuação e derrotou Eddy Silva na decisão unânime dos juízes. Com o triunfo, o atleta da Rio Fighters agora possui um cartel com cinco vitórias e apenas duas derrotas.

“Foi sensacional a minha vitória. Aceitei essa luta em cima da hora. Fiz duas lutas no Shooto em pouco tempo, e eu tinha ficado muito tempo afastado do MMA. Então, foi especial voltar e conquistar duas vitórias contra grandes adversários. Não conhecia o meu oponente da última luta, mas eu sabia que ele era da trocação e que seria um oponente duro porque treinava com caras renomados da luta. E na luta ele mostrou que era resistente e foi guerreiro até o final. Eu consegui impor o meu jogo e vencer, mas sei que tenho muito a evoluir”, disse Neném.

Com a segunda vitória seguida na categoria até 61kg, Neném espera agora ganhar uma chance pelo cinturão. Campeão do Strikers e do Skaus Combat, dois eventos de Kickboxing de grande porte no Brasil, Neném já está acostumado a disputar títulos. Se na luta em pé ele já provou que está entre os melhores de sua categoria, ele agora quer mostrar que também está entre os melhores no MMA.

“O mestre Miltinho Vieira já está conversando com a organização do Shooto. Ele vai me colocar no caminho certo pra disputar esse cinturão da categoria até 61kg. Caso eu ganhe essa chance, tenho certeza que esse título será meu. Adoro disputar títulos, já conquistei dois no Kickboxing, e não vai ser diferente no MMA. O Shooto é um ótimo evento, tem atletas de alto nível, e sei que eu posso chegar lá e sair como campeão. Espero ter essa oportunidade. Essa será uma das minhas metas para 2020: conquistar esse cinturão para a Rio Fighters. Esse cinturão só vai somar a nossa equipe. Estamos provando que somos um dos melhores times do Brasil. E vamos brilhar ainda mais”, concluiu.