Após ganhar prêmio de melhor finalização em Abu Dhabi, Manuel Ribamar mira título em Londres

Ribamar usou o armlock para finalizar o adversário - Foto: Ivan Trindade
Ribamar usou o armlock para finalizar o adversário – Foto: Ivan Trindade

Manuel Ribamar está com agenda lotada de competições para os próximos meses. Embalado com a recompensa de 1 mil dólares por conta da melhor finalização no King of Mats, realizado em janeiro, em Abu Dhabi, o faixa-preta da Unity/Rodrigo Pinheiro briga pela medalha de ouro no Abu Dhabi Grand Slam Londres, agendado para os dias 9 e 10 de março. Logo em seguida, o jovem atleta encara DJ Jackson pelo cinturão até 84kg, no Fight to Win Pro, em Dallas, no Texas.

“É o reconhecimento do meu trabalho e estou feliz, fico motivado para tentar mais posições plásticas como essa. É uma posição que arrisco nos treinos e deu certo. Em seis minutos, o tempo passa mais rápido e as lutas não ficam tão chatas de assistir, ficam bem mais movimentadas. Serve para mostrar quem tem o Jiu-Jitsu e o tempo de reação melhor. Vou estar lutando novamente no Grand Slam Londres e no Fight to Win. Minha vida é essa e estou feliz”, conta Ribamar.
“Eu aprendi muito nessas últimas duas competições, no King of Mats e o Europeu, que planejamento é muito importante e, especialmente, a parte de alimentação. Não tem nenhum adversário que me deixe com o pé atrás, todos são bons. Eu acho que luto melhor quando não dou importância para isso.”
Casado com a também campeã mundial Nathiely de Jesus, o atleta aproveitou para contar como é a relação deles quando estão treinando.
“A minha esposa é minha inspiração e nossos treinos são porrada. Ela quer arrancar a minha cabeça e eu quero arrancar a dela (risos). Mas é minha melhor parceira de treino. Eu a amo”, encerra Ribamar.