Estreante no UFC, John Allan minimiza o fato de fazer a segunda luta no intervalo de 15 dias

Meio-pesado estreia no UFC neste sábado - Foto: Vica Bueno

Dois dias após a vitória no Future MMA 6 (assista no vídeo acima) – evento realizado no final de junho, em São Paulo -, John Allan foi convidado para competir no UFC, maior liga de MMA do planeta. A oportunidade de estrear no Ultimate surgiu após Gian Vilante deixar o card do show programado para este sábado (13), na Califórnia (EUA). Deste modo, ao enfrentar Mike Rodriguez, o meio-pesado (93 kg) brasileiro competirá pela segunda vez em menos de 15 dias.

“Confesso que eu não esperava ser chamado dois dias depois do evento, fui pego de surpresa. Mas eu sabia que essa vaga ia vir, porque eu tinha me apresentado bem na luta e deixado uma boa impressão no Contender Series, apesar da derrota. Então, eu estava com a energia toda depositada nisso e sabia que daria certo, só não sabia que seria tão rápido”, destacou, em entrevista à assessoria de imprensa do Future.

Meio-pesado estreia no UFC neste sábado – Foto: Vica Bueno

Em sua apresentação no Future MMA 6, John precisou de menos de dois rounds para nocautear Alexandre Silva. E, apesar da intensidade do combate que incendiou o público presente, o fato de não se lesionar foi fator primordial para ele aceitar a luta com tão pouco tempo de antecedência.

“Não me machuquei no Future, então só mantive o ritmo de treino, já estava treinado, só mantive a intensidade, controlei a dieta e isso não foi problema, porque meu peso estava baixando legal, então não irei sofrer com dieta. Estou no gás, 100% preparado e pronto para a luta”, garantiu John.

Ao comentar sobre a visibilidade que o Future lhe proporcionou, Allan foi enfático: a participação na liga foi primordial para ele realizar o sonho de competir no UFC. De acordo com o lutador, não há outro evento nacional que valorize tanto a imagem do atleta, cuidado essencial no mundo atualmente tomado pelas mídias sociais.

“Foi de extrema importância pela visualização que o Future dá para os atletas. Já lutei em vários eventos no mundo e no Brasil inteiro e nunca tinha lutado em um evento que priorizava tanto a parte de marketing e mídia do atleta. E aliado a isso, há o casamento de boas lutas. Então, eles conseguiram casar a luta contra um cara bom, que deu boa visualização a mim. E isso aliado ao meu trabalho resultou na vaga no UFC”, comemorou.

Caso conquiste a vitória contra Rodriguez no evento deste final de semana, John garantiu que os amigos o recepcionarão com uma grande festa em Curitiba. E, depois da comemoração, o atleta da equipe Chute Boxe deve tirar alguns dias para descansar após a maratona de lutas.

“Tenho um bairro inteiro me esperando lá para comemorar essas duas vitórias, porque tenho certeza que eu vou sair com a vitória. Vão ser dias muito felizes, de muita comemoração e de alívio, porque a preparação para o Future foi bem pesada, então consegui emendar agora essas duas próximas semanas. Com certeza vou sair com a vitória, Fazendinha, que é meu bairro lá, está todo mundo esperando e tenho certeza que faremos uma grande festa”, concluiu.