Prêmio Osvaldo Paquetá e LBV firmam parceria para beneficiar famílias carentes de Curitiba; faça parte da ação

LBV e Prêmio Osvaldo Paquetá se uniram em prol da solidariedade - Foto: Leonardo Fabri
LBV e Prêmio Osvaldo Paquetá se uniram em prol da solidariedade – Foto: Leonardo Fabri

A organização do Prêmio Osvaldo Paquetá visitou a sede da Legião da Boa Vontade de Curitiba nessa quinta-feira para selar a parceria que visa arrecadar alimentos não-perecíveis no dia da cerimônia de premiação, marcada para o próximo sábado no Selfie Brasil. Todos que forem ao evento devem levar 2kg de alimentos, que serão recolhidos e doados a famílias carentes cadastradas no programa de assistência social da LBV.

Acompanhado dos locutores Fábio Leandro e Sandribas Campos, da lutadora Elaine Pantera, que recentemente representou o Brasil no Japão, e do empresário Cláudio Lopes, o presidente da organização, Cristiano Martins, conheceu a estrutura do Centro de Educação Infantil José de Paiva Netto, que atende a mais de 200 crianças de baixa renda da periferia curitibana. Com ensino integral, os alunos contam com assistentes sociais, orientadora educacional, coordenadora pedagógica e nutricionista.

“Foi algo emocionante. Podemos constatar o que já havíamos visto no Rio, que a LBV é uma entidade séria, organizada, responsável por um trabalho social de excelência e com muito amor. Realmente todos os amigos que tiveram conosco nessa visita ficaram impactados com o trabalho feito pela instituição. É uma honra para o Prêmio Osvaldo Paquetá caminhar lado a lado com a LBV. Então, quando a LBV ligar, diga sim”, declarou o responsável pelo Oscar do MMA Nacional.

Vencedor do prêmio de melhor locutor na edição de 2017, Fábio Leandro, morador de Belford Roxo, na Baixada Fluminense, também ficou impactado com o que viu.

“Eu sempre passei em frente à LBV do Rio, mas nunca imaginei a dimensão do trabalho e a estrutura disponível para as crianças. Podem ter certeza que ganharam mais um colaborador. Gastar 50, 100 reais de vez em quando, para a gente, pode não ser nada, mas para quem recebe uma cesta básica ou um ovo de páscoa, é muito”, frisou.

Gestor regional da LBV no Paraná, Mauro Rodrigues revelou que pretende estreitar os laços da instituição com as artes marciais, assim como faz a unidade do Rio de Janeiro, em conjunto com Super Rádio Brasil e Prime Esportes. Além da parceria com o Prêmio, ele também planeja convidar lutadores para darem testemunhos para as crianças atendidas.

“Nós da LBV estamos muito felizes com essa parceria com o Prêmio Osvaldo Paquetá, realmente estamos muito honrados por isso. Quem agradece não somos nós, são as famílias beneficiadas pela parceria. A gente quer aproveitar o momento para seguir os passos da LBV do Rio, que vem usando a luta como ferramenta social e está dando muito certo. Por que não fazer igual? Muitos lutadores vieram de baixo também, superaram dificuldades financeiras e realizaram sonhos, são ótimos exemplos para as crianças.”