Novo exame detecta substância proibida em Jon Jones

Foto: Dave Mandel

Jon Jones foi o pivô de uma grande polêmica em dezembro, quando a USADA anunciou que encontrou traços de uma substância proibida em um exame antidoping do lutador. Apesar disso, ele não foi punido, pois, segunda a própria USADA, o que foi encontrado eram resquícios da mesma substância, Turinabol, que causou a punição dele, em 2017, mas que ainda estava em seu organismo. Na ocasião, a Comissão Atlética do Estado de Nevada vetou a participação de Jones em Las Vegas, e o UFC 232 acabou transferido às pressas para Los Angeles.

Nesta mudança de local, “Bones” foi submetido a um novo exame por outra agência antidoping, a VADA. E, segundo o “MMA Fighting”, mostrou que a mesma substancia dos exames anteriores foi encontrada no organismo do lutador, em coleta realizada no dia da pesagem do UFC 232.

Ainda segundo a reportagem, a Comissão Atlética da Califórnia não vai punir o americano. A alegação é a mesma do caso anterior, a de que o encontrado foi resquício da punição que ele havia sofrido.

Após vencer Alexander Gustafsson e reconquistar o título dos meio-pesados no UFC 232, Jon Jones já tem novo compromisso marcado: ele irá defender o cinturão contra Anthony Smith na luta principal do UFC 235, no dia 02 de março, em Las Vegas.